À meia-noite se levanta o francês, sabe das horas e não sabe do mês, tem esporas e não é cavaleiro,
tem serra e não é carpinteiro, tem picão e não é pedreiro, cava no chão e não acha dinheiro.