Todo o dia em um canto estou metida, e ali de contínuo trabalhando

Todo o dia em um canto estou metida, e ali de contínuo trabalhando. Nenhum me ouve a voz, nem sou sentida, em trabalho e silêncio vou passando. Também em obras pias levo a vida, que um e outro ferido vou curando, e inda assim dizem muitos sem vergonha: fujam dessa mulher que tem peçonha